Aqui que ninguém nos ouve...
Segunda-feira, 7 de Novembro de 2005
Bibó Metro
O tabuleiro superior da Ponte D. Luis I, já pode ser atravessado pelos "eléctricos rápidos" e pelos peões...



publicado por ANTRES às 18:01
link do post | comentar | favorito

Guindais

Muito agradável o passeio que fruí e que me deu a conhecer melhor o acesso ao Elevador dos Guindais, que liga a "Batalha" ao tabuleiro inferior da Ponte D. Luis I.


publicado por ANTRES às 17:49
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Novembro de 2005
Eléctricos

Pombos nos postes e cabos eléctricos na ''Batalha''...
Surpresa agradável, verificar que em várias artérias do Porto, estão a ser reabilitadas as linhas do carro eléctrico... Batalha, Praça dos Leões, Jardim da Cordoaria e Hospital de Stº António.


publicado por ANTRES às 23:44
link do post | comentar | favorito

"Beilhos"
Na Rua Sá da Bandeira, esperava sob um toldo de um estabelecimento que a chuva "passa-se"...
Chovia bem.
Passa junto a mim, uma mulher segurando o guarda chuva, que abrigava a jovem filha e a neta que esta transportava ao colo...
A mãe, tocou no toldo com o guarda-chuva, e, claro, "esparrinhou uma gotícolas" para a filha e neta...
Logo de "rajada" a filha "dispara" para a mãe:
"dass... lá a ''Beilha!!!"...



publicado por ANTRES às 23:43
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Novembro de 2005
Outono
Vila Nova de Gaia - 2º dia de caminhada pelas Ruas do Porto e Gaia...



publicado por ANTRES às 23:15
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Novembro de 2005
1755

Despertei pelas 6,30 h.. Pequeno almoço e duche matinal. Abasteci prato do felino ''Tiko'' e abalei rumo à Gare dos Caminhos de Ferro. Céu nublado - não chovia - um vento forte ameaçava chuva...
O comboio saíu ''à tabela'' - 8,43h., repleto, já com passageiros a viajar de pé. Até Porto Campanhã, entraram mais passageiros que os que sairam, pelo que a composição ia a ''abarrotar''. Passei os olhos pelo "Público" até que cheguei às 8,39h - apenas 4 minutos de atraso-. Percorri várias artérias até à Rua D. Manuel II, onde se situa um dos pólos da Universidade do Porto.
O que lá me levou, foi o convite para assistir ao Seminário - O PORTO APÓS O TERRAMOTO DE LISBOA, DE 1755- .
Ao rememorar os dois séculos e meio do terramoto de Lisboa, talvez o mais mortífero que jamais abalou a Europa. Esse abalo, além dos estragos físicos que provocou em algumas localidades de Espanha e França, tal como uma verdadeira onda sísmica, também se espalhou pela Europa inteira quer sob o ponto de vista filosófico, quer sob o ponto de vista religioso, quer ainda sob o ponto de vista sociológico.
No Seminário, algumas reflexões sobre esse facto e debatidas as repercussões que atingiram o Porto e a região Norte.
Oito personalidades do meio académico, propuseram o debate das suas ideias e da sua visão sobre as referidas repercussões.
Um dia muito interessante e bem aproveitado.





publicado por ANTRES às 22:51
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

...

Mudei de endereço

Canoagem

Week End

Mais pobres...

Viajar

Guantanamo

Gatices...

arquivos

Abril 2008

Maio 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários